CLASSIFICADOS

EXPEDIENTE

ANUNCIE

Jornal Estância de Atibaia

Deseja anunciar a sua marca, colocar um classificado ou conversar conosco?
Envie já o seu email para: jornalestanciadeatibaia@gmail.com

Whatzapp. (11) 9-4171-7001

CNPJ: 40.331.954/0001-00

0

FALA CIDADÃO

Participe

Participe do Fala Cidadão, nos envie sua reclamação ou elogio, de sua rua, bairro ou de nossa Atibaia, não esqueça de enviar fotos.

entre em contato pelo nosso E-mail
jornalestanc

0

Classificados GRATUITOS

Novos/Usados

CLASSIFICADOS DO JORNAL ESTANCIA DE ATIBAIA,
E GRATUITO,
NOS ENVIE POR EMAIL
jornalestanciadeatibaia@gmail.com

R$0,00

Terreno em Atibaia

Vende

VENDE – TERRENO – CHACARAS BRASIL, (EM FRENTE A ESCOLA), COMERCIAL, 1000M², VALOR, 345MIL, TR. 9-4171-7001

R$345.000

Vende Sobrado em Condominio

Imovel

VENDE – SOBRADO EM CONDOMINIO, 90M², 2 SUITES, SALA, COZINHA AMERICANA, PROX. A LUCAS, GARAGEM COBERTA 2 AUTOS, TR. 9-4016-8983 ou 9-4009-1842 COM INGRID

499.000

Locação Apartamento

Atibaia

LOCACAO, APARTAMENTO COM 80M², PROXIMO A LUCAS, 2 DORMITORIOS (1SUITE), 2 VAGAS NA GARAGEM, TERREO COM QUINTAL. TR. 9-4735-7651

com Jessica

Image-empty-state_edited_edited_edited.j

Lei para coibir a poluição sonora é regulamentada em Atibaia.

Decreto publicado pelo Executivo Municipal detalha e viabiliza aplicação da lei nº 808/2019, que dispõe sobre a proteção contra a poluição sonora
Mais que um incômodo, a poluição sonora é um dos principais problemas ambientais enfrentados pelos centros urbanos, trazendo sérios riscos à saúde física e mental das pessoas. Atenta a essa questão, a Administração Municipal sancionou em agosto de 2019 a Lei Complementar nº 808/19, a conhecida “Lei do Silêncio”, que estabeleceu diretrizes, critérios e normas para disciplinar a emissão de sons e ruídos urbanos no município. Com a entrada em vigor do decreto nº 9.430/2021, publicado na edição do dia 16 de janeiro da Imprensa Eletrônica Oficial, Atibaia dá mais um passo no combate a esse tipo de poluição.

Detalhando as disposições mais gerais e abstratas da lei de forma a viabilizar a sua aplicação, o decreto trata da aplicação dos autos de infração e de imposição de penalidade, do processamento das multas e dos recursos. De acordo com o novo decreto, a emissão de sons e ruídos em decorrência de quaisquer atividades industriais, comerciais, sociais, religiosas ou recreativas que desobedecer ao estabelecido na lei complementar poderá ser autuada de imediato e o infrator terá 15 dias para apresentar defesa do Auto de Infração.

Após esse prazo, será lavrado Auto de Imposição de Penalidade e, dentre as sanções previstas na legislação, estão a apreensão da fonte produtora do som, ainda que esteja dentro da propriedade privada, e a aplicação de multas que podem variar de R$ 1.903,15 para infrações leves a R$ 4.186,93 para infrações graves. Além disso, o decreto prevê que nos casos em que a infração exigir ação imediata para proteger a ordem e a saúde públicas, a penalidade de apreensão da fonte produtora de barulho poderá ser aplicada no momento da fiscalização.

Lei do Silêncio
Conforme a Lei do Silêncio, configura infração “a produção de ruídos, algazarras, desordens, barulho ou som de qualquer natureza, excessivos e evitáveis, ainda que com cunho publicitário ou propagandístico, produzidos por pessoas, materiais, veículos ou equipamentos de qualquer gênero, inclusive o som gerado e propagado com a utilização de equipamento de som em veículos estacionados ou em movimento nas vias públicas e demais logradouros do município ou em áreas privadas que perturbem o bem-estar, o sossego público ou particular e o equilíbrio do meio ambiente”. Festas com som alto, os populares pancadões, e motocicletas com o escapamento alterado para produzirem mais barulho estão entre as infrações à Lei da Silêncio e os responsáveis estão sujeitos às devidas sanções legais.

A lei do silêncio estabelece que os níveis máximos de decibéis (dB) permitidos para zona comercial nos dias úteis são de 70dB para o período diurno (das 6h01 às 24h) e 50dB para o noturno (das 0h01 às 6h). Nos finais de semana e feriados, o período diurno vai das 8h01 às 2h e o noturno das 2h01 às 8h. Para as demais zonas, o período diurno vai das 6h01 às 22h e os níveis máximos permitidos são de 55dB para as residenciais, 65dB para as residenciais mistas e 70 dB para as industriais. O período noturno vai das 22h01 às 6h e o nível máximo permitido é o mesmo para todas as zonas: 50 dB. Para as zonas que se encontram a 500 metros de distância de hospitais, casas de saúde e sanatórios, o limite é diferenciado: 45dB no período diurno e 40dB no período noturno.

As denúncias de barulho excessivo e perturbação de sossego podem ser registradas na Ouvidoria Municipal (veja as formas de atendimento abaixo) ou, nos casos mais urgentes, a Guarda Civil pode ser acionada pelos telefones 153 ou 4413-2107.

Atendimento Ouvidoria:
– WhatsApp: (11) 9 5610-4538
– Plataforma digital “Atibaia Sem Papel” https://atibaia.1doc.com.br/atendimento
– Aplicativo 1doc Atendimento:

Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j