CLASSIFICADOS

EXPEDIENTE

ANUNCIE

Jornal Estância de Atibaia

Deseja anunciar a sua marca, colocar um classificado ou conversar conosco?
Envie já o seu email para: jornalestanciadeatibaia@gmail.com

Whatzapp. (11) 9-4171-7001

CNPJ: 40.331.954/0001-00

0

FALA CIDADÃO

Participe

Participe do Fala Cidadão, nos envie sua reclamação ou elogio, de sua rua, bairro ou de nossa Atibaia, não esqueça de enviar fotos.

entre em contato pelo nosso E-mail
jornalestanc

0

Classificados GRATUITOS

Novos/Usados

CLASSIFICADOS DO JORNAL ESTANCIA DE ATIBAIA,
E GRATUITO,
NOS ENVIE POR EMAIL
jornalestanciadeatibaia@gmail.com

R$0,00

Terreno em Atibaia

Vende

VENDE – TERRENO – CHACARAS BRASIL, (EM FRENTE A ESCOLA), COMERCIAL, 1000M², VALOR, 345MIL, TR. 9-4171-7001

R$345.000

Vende Sobrado em Condominio

Imovel

VENDE – SOBRADO EM CONDOMINIO, 90M², 2 SUITES, SALA, COZINHA AMERICANA, PROX. A LUCAS, GARAGEM COBERTA 2 AUTOS, TR. 9-4016-8983 ou 9-4009-1842 COM INGRID

499.000

Locação Apartamento

Atibaia

LOCACAO, APARTAMENTO COM 80M², PROXIMO A LUCAS, 2 DORMITORIOS (1SUITE), 2 VAGAS NA GARAGEM, TERREO COM QUINTAL. TR. 9-4735-7651

com Jessica

Image-empty-state_edited_edited_edited.j

Educação de Atibaia conta com cartilha de combate ao abuso infantil
Obra literária é um manual prático de orientação e prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes

Cuidar e proteger as crianças é dever de todos e agora os alunos, pais e servidores da Secretaria de Educação de Atibaia contam com uma cartilha completa de combate ao abuso e exploração sexual infantil. A obra “Bem me quer, mal me quer?” pode ser baixada pelo link.

A cartilha, feita pela escritora e palestrante Anna Luiza Calixto, ressalta o direito de dizer não; desperta a autonomia corporal, o consentimento, a não culpabilização da vítima, os limites de cada corpo e, o mais importante, a diferenciação do contato afetuoso para o toque abusivo. O material estimula a denúncia, apresentando os órgãos da rede de proteção.

No início deste ano, a cartilha, ilustrada por Stephanie Marino, saiu das telas e se transformou em livro impresso, possibilitando que seu alcance seja potencializado, acessando meninos e meninas que possam se encontrar em situações de ameaça e violação aos seus direitos.

“Prevenir o abuso sexual infantil é bater à porta da infância brasileira antes que a violência o faça. Como aluna da rede municipal de ensino de Atibaia, pude aprender que a literatura vai muito além de uma forma de expressão artística, mas é uma poderosa ferramenta para transformar os direitos de nossos meninos e meninas em bens inegociáveis; nossa prioridade absoluta” – disse a autora.

Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j