CLASSIFICADOS

EXPEDIENTE

ANUNCIE

Jornal Estância de Atibaia

Deseja anunciar a sua marca, colocar um classificado ou conversar conosco?
Envie já o seu email para: jornalestanciadeatibaia@gmail.com

Whatzapp. (11) 9-4171-7001

CNPJ: 40.331.954/0001-00

0

FALA CIDADÃO

Participe

Participe do Fala Cidadão, nos envie sua reclamação ou elogio, de sua rua, bairro ou de nossa Atibaia, não esqueça de enviar fotos.

entre em contato pelo nosso E-mail
jornalestanc

0

Classificados GRATUITOS

Novos/Usados

CLASSIFICADOS DO JORNAL ESTANCIA DE ATIBAIA,
E GRATUITO,
NOS ENVIE POR EMAIL
jornalestanciadeatibaia@gmail.com

R$0,00

Terreno em Atibaia

Vende

VENDE – TERRENO – CHACARAS BRASIL, (EM FRENTE A ESCOLA), COMERCIAL, 1000M², VALOR, 345MIL, TR. 9-4171-7001

R$345.000

Vende Sobrado em Condominio

Imovel

VENDE – SOBRADO EM CONDOMINIO, 90M², 2 SUITES, SALA, COZINHA AMERICANA, PROX. A LUCAS, GARAGEM COBERTA 2 AUTOS, TR. 9-4016-8983 ou 9-4009-1842 COM INGRID

499.000

Locação Apartamento

Atibaia

LOCACAO, APARTAMENTO COM 80M², PROXIMO A LUCAS, 2 DORMITORIOS (1SUITE), 2 VAGAS NA GARAGEM, TERREO COM QUINTAL. TR. 9-4735-7651

com Jessica

Image-empty-state_edited_edited_edited.j

Suspeito da morte de Henry, Jairinho tem prisão temporária decretada


Por Vitor Abdala


Mãe do garoto também foi presa
A Justiça decretou hoje (8) a prisão temporária do vereador do Rio de Janeiro, Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, suspeito da morte de seu enteado, o menino Henry Borel Medeiros, de 4 anos, no dia 8 de março. Também teve a prisão decretada a mãe do menino e namorada do parlamentar, Monique Medeiros. Os dois foram presos na manhã desta quinta-feira em uma casa em Bangu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da Barra da Tijuca.


A criança morreu no apartamento onde Jairinho e Monique moravam, na Barra da Tijuca, depois de passar um fim de semana com o pai, Leniel Borel. Inicialmente, o caso foi tratado como um acidente, como se o menino tivesse caído da cama, mas perícias médicas constataram que a vítima havia sido vítima de agressões. Depois que a polícia começou a investigar se Henry foi vítima de violência doméstica, o casal criou um site, onde se diz inocente. Eles afirmam, ainda, que “a Justiça prevalecerá”.


Edição: Kleber Sampaio

Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j
Image-empty-state_edited_edited_edited.j