top of page
Banner_ESTANCIA_ATIBAIA_Ubs_Imperial_979x182.png
Banner_ESTANCIA_ATIBAIA_Ubs_Imperial_979x182.png
Buscar
  • Jornal Estancia de Atibaia

Aluna de Atibaia integra equipe brasileira finalista da competição internacional Technovation Girls

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA

Aluna de Atibaia integra equipe brasileira finalista da competição internacional Technovation Girls
Aluna de Atibaia integra equipe brasileira finalista da competição internacional Technovation Girls

Grupo Bionic Girls criou aplicativo para pessoas com deficiência auditiva que as auxilia em momentos de risco de vida


A estudante Katarina, de Atibaia, é uma das quatro brasileiras finalistas da competição internacional Technovation Girls 2023, que tem como objetivo criar, desenvolver e lançar um aplicativo de celular ou um projeto utilizando Inteligência Artificial para resolver problemas do mundo real, por meio da tecnologia, nas comunidades das meninas participantes da iniciativa. Katarina integra a Bionic Girls – única equipe brasileira da categoria júnior classificada para a final deste ano – junto às jovens Heloisa e Isabella, da capital paulista, e Júlia, de Goiânia, todas com idades entre 10 e 15 anos e surdas, mas que conseguem ouvir graças à tecnologia do implante coclear (IC).


O projeto Connect Sounds, do grupo brasileiro Bionic Girls, finalista deste ano, inspirou-se na trajetória da equipe Connected Girls de Atibaia, que ganhou o prêmio de melhor tecnologia na categoria iniciante do Technovation Girls 2022 sendo o único time brasileiro na final, e com Katarina entre as suas integrantes.


A equipe Connected Girls (2022) se sensibilizou com a história de Katarina, deficiente auditiva desde os quatro anos de idade e usuária de implante coclear (IC), e resolveu criar o Bella Connected Ears, aplicativo para pessoas com deficiência auditiva que as auxilia em momentos de risco de vida, quando estão sem aparelhos ou desatentas. O aplicativo permite a gravação de sons – como sirene, buzina, alarme de incêndio, etc – para que, ao reconhecê-los, um alerta seja acionado em modo de vibração, avisando o usuário sobre a situação cadastrada no aplicativo.


Katarina continuou com o projeto, agora em um novo grupo, Bionic Girls (2023), promovendo melhorias no aplicativo inicialmente idealizado: gravação de sons que fazem o celular vibrar ao reconhecê-los e compatibilidade com os sistemas Android e IOS. Também foi criada uma pulseira que acende uma luz e vibra após detectar o som cadastrado no aplicativo, oferendo maior segurança ao usuário – que, mesmo sem o celular, ou sem seus aparelhos auditivos, é alertado em relação ao som cadastrado.


“Na pesquisa qualitativa todos os participantes gostaram do nosso APP, e acredito que ajudaria a comunidade surda. Na pesquisa quantitativa, 150 pessoas disseram que gostariam de ter uma pulseira para receber alerta de risco de vida e avisar a família. Poucos utilizam outros aplicativos, mas nenhum oferece reconhecimento de sons externos como o nosso Connect Sounds”, explica Katarina. “Obrigado a todos, vamos mudar o mundo”, ressalta a estudante de Atibaia.


“As alunas fizeram todo o designer das telas do aplicativo e conseguiram montar os blocos que formam os comandos do seu funcionamento, aprenderam a usar a inteligência artificial e a desenvolver a pulseira”, explica Elisandra Aparecida Alves da Silva, professora doutora do Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Educação de São Paulo e uma das mentoras do projeto.


Conheça o projeto da equipe brasileira Bionic Girls, que conta com a estudante de Atibaia Katarina, classificado para a final do Technovation Girls 2023: https://www.youtube.com/watch?v=y7LHyCBQQ4Y .

Comments


anuncioNOVOconc.png
anuncioNOVOconc.png