Alunos da Rede Municipal ganham 18 medalhas na Olimpíada de Astronomia e Astronáutica


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Objetivo do evento é despertar o interesse das crianças e jovens pela Astronáutica, Física e Astronomia, por meio de uma metodologia lúdica e cooperativa


Mais uma vez a Educação de Atibaia é destaque na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Na 24º edição da competição, alunos da Rede Municipal conquistaram um total de 18 medalhas – duas de ouro, quatro de prata e 12 de bronze. A Olimpíada tem como objetivo despertar o interesse das crianças e jovens pela Astronáutica, Física e Astronomia, por meio de uma metodologia lúdica e cooperativa.

O evento promove o conhecimento entre alunos, professores, coordenadores, diretores, pais, escolas e instituições voltadas às ciências e atividades aeroespaciais. No ano de 2021, a prova foi realizada de forma virtual e presencial, para garantir a participação de estudantes que não têm computador e internet em casa.


Diversos alunos da Rede Municipal de Ensino de Atibaia, nos quatro cantos da cidade, participaram da Olimpíada e 18 deles garantiram medalhas para as escolas Maria Helena Faria Ferraz, CIEM I, Walda Paolinetti Lozasso, Rita Lourdes Cardoso de Almeida Alvim e Serafina de Luca Cherfen.


A Olímpiada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e a Mostra Brasileira de Foguete (MOBFOG) são olímpiadas científicas, realizadas anualmente, em todo o Brasil, envolvendo alunos de escolas públicas e privadas, do ensino fundamental e médio. A primeira edição da OBA ocorreu em 1998, com o objetivo de despertar o interesse pela Astronomia. As provas são distribuídas em quatro níveis de dificuldade, com a duração de duas horas para o nível fundamental e de três horas para o nível médio.


A Secretaria de Educação de Atibaia agradece a participação de todas as escolas neste valioso incentivo à diversidade na aprendizagem por meio dos projetos e parabeniza os alunos envolvidos e as equipes escolares em mais esta edição da OBA.