WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

Ana Paula Beathalter pediu a inclusão de avenida nas rondas do GGI para fiscalização de ruido


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Moradores reclamaram principalmente das motos com escapamento aberto, que perturbam o sossego


A vereadora Ana Paula Beathalter foi à tribuna da Câmara em Explicação Pessoal, durante a sessão de 19 de outubro, para comentar indicações de serviços que fez ao Executivo, incluindo sinalização viária e fiscalização de segurança pública.


Inicialmente, ela abordou o pedido de inclusão, em cronograma de fiscalização e rondas do GGI (Gabinete de Gestão Integrado), do problema do ruído e perturbação do sossego no Jardim Imperial.


“Estive no local e comprovei a necessidade de diligências aos finais de semana e feriados, entre 19h e 21h, na Avenida Imperial, altura do número 1.500, tendo em vista os transtornos registrados por moradores do local e imediações. Realizamos reunião entre o secretário de Segurança Pública, Inspetor Santos, e moradores, que reclamaram principalmente das motos com escapamento aberto”, relatou a vereadora.


“O secretário prometeu incluir nas rotinas do GGI o acompanhamento do problema, que inclui o fechamento de garagens, a intimidação de moradores e o uso de álcool e drogas. No último domingo, houve operação no Imperial, com apreensão de motocicletas. Quero parabenizar a equipe da Secretaria de Segurança Pública pela ação”, enfatizou Ana Paula Beathalter.


SINALIZAÇÃO NO SHAMBALA

Em indicação, a vereadora pediu ao prefeito gestões junto ao setor competente para a colocação de placas de Proibido Parar e Estacionar na via Hisaishi Takebayashi, altura do nº 9.100, bairro da Usina, próximo ao loteamento Shambala I.


“Muitas pessoas param seus veículos nesse trecho de forma irregular, prejudicando o trânsito seguro. Pude observar a situação, que é perigosa. Essa rota é utilizada por proprietários de chácaras na região e também por motoristas que tentam escapar do pedágio na rodovia D. Pedro I”, explicou Ana Paula Beathalter.