WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

Atibaia conquista 1º lugar na região de Campinas do prêmio “MPT na Escola”


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA

Categorias Conto e Desenho tiveram destaque na etapa regional do concurso “Resgate a infância”


Atibaia esteve muito bem representada na etapa regional do Prêmio “MPT na Escola”, que tem como objetivo erradicar o trabalho infantil por meio da conscientização da comunidade escolar. As escolas municipais Eva Cordula Hauer Vallejo e Rita Lourdes Cardoso Almeida Alvim conquistaram o 1º lugar nas categorias desenho e conto, respectivamente. Os vencedores já estão classificados para a etapa nacional, que acontecerá em outubro.


A etapa regional aconteceu no último dia 10 em Campinas e participaram do concurso crianças dos municípios de Atibaia, Caconde, Charqueada, Itatiba, Mirante de Paranapanema, Pirassununga, Sumaré e Valinhos.


As crianças realizaram produções literárias, culturais e artísticas, todos de própria autoria, com apoio, estímulo e orientação do professor, fortalecendo ainda mais o trabalho de estudo interdisciplinar com temas transversais e da atualidade, promovendo conhecimento de mundo e desenvolvimento de habilidades sociais.


A Escola Municipal Rita Lourdes Cardoso Almeida Alvim representará a cidade na categoria Conto com “Representando a esperança”, das alunas Laiany Vitória dos Santos Oliveira e Sarah Cristina Prudêncio da Silva, que recebeu o primeiro lugar na etapa regional.


Os alunos Yasmin Elizabeth Goulart e Icaro Osiel Paulino Andrade, da Escola Municipal Eva Cordula Hauer Vallejo, conquistaram o primeiro lugar na categoria desenho, provando que “Escola e família podem transformar o mundo”.


Para a secretária de Educação, Eliane Doratiotto, é de extrema importância enfatizar os projetos envolvidos em nosso município e a integração dos saberes, através de estudos, fortalecendo e enfatizando a preocupação com a formação integral dos educandos. “Parabenizo a todos os envolvidos nas ações educacionais e ficamos na torcida para que nossos alunos sejam campeões na etapa nacional”, finaliza.


Para conhecer os trabalhos vencedores da etapa regional, basta clicar em https://www.prt15.mpt.mp.br/2-uncategorised/1326-divulgados-os-vencedores-do-premio-mpt-na-escola-no-interior-de-sao-paulo .


Confira o conto vencedor:

Resgatando a esperança por Laiany Vitória dos Santos Oliveira e Sarah Cristina Prudêncio da Silva


Um dia uma garota chamada Alice de 11 anos estudante na escola que ficava afastada de sua casa. Ela era uma aluna muito dedicada e não faltava nas aulas, mesmo durante a pandemia ela participava diariamente das aulas remotas. Durante uma videoaula o professor fez uma pergunta, que tinha certeza que Alice acertaria, porém, percebeu sua ausência.

Isso ocorreu por dias, até que um colega da sala relatou que a viu vendendo cocada caseira no farol.


O sonho que Alice tinha em continuar os estudos para se tornar professora acabou mudando pela necessidade de trabalhar para ajudar seus pais neste momento difícil que estavam passando.


Além de trabalhar vendendo cocada no farol pela manhã, à tarde ela trabalha na roça com seus pais, tirando botão das flores. Ela se sentia muito triste, pois trabalhava debaixo de sol quente e por muitas vezes chorou de dor no corpo e saudades da escola.


Enquanto Alice estava vendendo suas cocadas em um farol, sua mãe estava em outro ponto da cidade vendendo também. Depois, se encontravam para irem para a colheita dos botões.


Alice sempre via crianças brincando quando estava a caminho do farol, logo sentia saudade de ser criança, voltar a estudar e brincar como na infância.

Então um dia, seu professor e colegas de classe decidiram ajudá-la, procurando trabalho para seus pais para que Alice pudesse voltar a estudar.


Depois de alguns dias eles conseguiram um emprego para sua mãe em uma fábrica de salgados.


Logo, foram dar a notícia para a família, onde Alice ficou muito feliz com a novidade. Os olhos de Alice logo se encheram de lágrimas, pois nela voltou a esperança de ser criança e poder estudar.


Finalmente, com o olhar do professor, ela pode voltar a estudar, a brincar, e isso fez a diferença na vida de Alice, pois agora, pode sonhar em se tornar uma professora.