top of page
Banner_ESTANCIA_ATIBAIA_Ubs_Imperial_979x182.png
Banner_ESTANCIA_ATIBAIA_Ubs_Imperial_979x182.png
Buscar
  • Jornal Estancia de Atibaia

Atibaia inicia aplicação da nova vacina monovalente contra a Covid-19.

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA

Atibaia inicia aplicação da nova vacina monovalente contra a Covid-19.
Atibaia inicia aplicação da nova vacina contra a Covid-19.

Imunizante atualizado para proteger contra novas variantes da doença está disponível para crianças e grupos prioritários em três unidades de saúde


Atibaia iniciou nesta segunda-feira, dia 27 de maio, a aplicação da vacina monovalente (XBB) da Moderna contra a Covid-19. O novo imunizante, atualizado com a subvariante Ômicron XBB 1.5, está disponível para crianças de 6 meses a 4 anos, e demais grupos prioritários, nas unidades de saúde do Alvinópolis, Centro e Imperial.


Crianças entre 6 meses e 4 anos


Recomendadas para os pequenos, as vacinas contra a Covid-19 fazem parte da rotina de imunização das crianças com idade entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias, tendo entrado para o Calendário Nacional de Vacinação em janeiro de 2024. Se estiverem com o esquema vacinal completo – três doses de Pfizer Baby ou Coronavac, elas deverão receber a vacina monovalente da Moderna após três meses da última dose.


Crianças nessa faixa etária não vacinadas, ou com esquema vacinal incompleto para a idade, também podem receber o novo imunizante, desde que respeitados os intervalos mínimos entre as doses. Como cada caso exige uma conduta diferente, é recomendável ir até a unidade de saúde mais próxima para que seja avaliada a situação vacinal anterior.


Grupos prioritários


A vacina também está disponível para pessoas de outras idades com maior vulnerabilidade ou condição que aumenta o risco para formas graves da Covid-19. Elas fazem parte dos grupos prioritários:


  • Pessoas de 60 anos ou mais;

  • Pessoas imunocomprometidas;

  • Gestantes e puérperas;

  • Pessoas vivendo em instituições de longa permanência (ILPI e RI) e seus trabalhadores;

  • Indígenas;

  • Ribeirinhos;

  • Quilombolas;

  • Trabalhadores da saúde;

  • Pessoas com deficiência permanente;

  • Pessoas com comorbidades;

  • Pessoas privadas de liberdade (≥ 18 anos);

  • Funcionários do sistema de privação de liberdade;

  • Adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas;

  • Pessoas em situação de rua.


Para esses grupos, o imunizante da Moderna também está liberado, independentemente do número de doses prévias de vacina contra a Covid-19. Mas, como o intervalo mínimo da última dose (esquema básico ou reforço) deve ser de três meses, também é importante verificar a situação vacinal anterior.


Imunocomprometidos


Além dos documentos necessários para se vacinar – CPF ou Cartão SUS – pessoas imunocomprometidas devem apresentar resultados de exames, receitas médicas, relatórios/declarações médicas ou outros documentos que evidenciem a condição. O quadro abaixo apresenta a definição de indivíduos imunocomprometidos ou em condição de imunossupressão:


Monovalente e bivalente


Ao longo da pandemia de Covid-19, a constante evolução do vírus trouxe desafios para o desenvolvimento de imunizantes capazes de manter a resposta protetora da vacinação. As primeiras vacinas monovalentes foram desenvolvidas com a cepa original do vírus, identificada em Wuhan, na China. Diante do aparecimento de novas variantes do vírus, surgiram também as vacinas bivalentes, que continham duas cepas diferentes: a original e subvariantes da Ômicron.


Com a identificação de outras subvariantes, as vacinas vêm sendo atualizadas para continuar protegendo contra as linhagens de maior circulação. Em documento divulgado em 2023 sobre a composição das doses, a OMS recomendou o uso de vacinas monovalentes atualizadas com a sublinhagem XBB, uma vez que esses imunizantes provocam respostas de anticorpos neutralizantes mais altas para as variantes atualmente circulantes do vírus.


Cobertura vacinal


Independentemente de se concentrarem em uma (monovalentes) ou duas cepas (bivalentes) do vírus, as vacinas são benéficas, estimulando o sistema imunológico a produzir anticorpos e células de defesa contra o vírus da Covid-19. A Secretaria de Saúde reforça a importância de tomar a vacina ou dose de reforço que estiver disponível para a sua faixa de idade ou condição de saúde.


Segundo levantamento da Pasta, em relação às vacinas monovalentes, o esquema básico de vacinação (duas doses) atingiu cobertura de 97,58% em Atibaia, com 153.647 doses aplicadas no município.


O percentual de cobertura vai diminuindo nas vacinas monovalentes de reforço, com 66,51% e 104.722 doses aplicadas no primeiro reforço (terceira dose), contra apenas 24,22% de cobertura vacinal e 38.136 doses aplicadas no segundo reforço (quarta dose). Já a vacina bivalente alcançou 39.991 doses de vacina aplicadas, uma cobertura de 29,74%.


Endereços e horários de funcionamento:


UBS Alvinópolis – Antonio de Pádua Alonso – 8h às 16h30

R. Padre Feliciano Grande, 480 – Alvinópolis

(11) 4414-1350 / (11) 4412-8412


UBS Centro – Dr. Oswaldo Paccini – 8h às 18h30

R. Castro Fafe, 201 – Centro

(11) 4414-6500


USF Jardim Imperial – Ana Nery – 9h às 18h30

R. Maracanã s/n – Jardim Imperial

(11) 4413-0811 / (11) 4418-2067


Atibaia inicia aplicação da nova vacina monovalente contra a Covid-19.
Atibaia inicia aplicação da nova vacina monovalente contra a Covid-19.

Comentários


Banners web-02.jpg
Banner-destaque.png
Banner-destaque.png
Banner-destaque.png
Banner-destaque.png
anuncioNOVOconc.png
WhatsApp Image 2023-11-08 at 15.41.27.jpeg
CLASSIFICADOS
bottom of page