Atibaia realiza campanha de coleta de sangue por agendamento

Atualizado: Set 6


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Campanha ocorre no dia 27 de agosto e é promovida pelo Rotary Club e a Casa da Amizade, em parceria com a Prefeitura de Atibaia e o Hemocentro da Unicamp


No dia 27 de agosto, o Rotary Club de Atibaia e a Casa da Amizade, em parceria com a Prefeitura de Atibaia, vão promover no município uma campanha de coleta de sangue, por meio de agendamento e hora marcada, para evitar aglomerações. O objetivo é, mais uma vez, contribuir para o estoque de sangue coletado pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia – Hemocentro da Unicamp, que atende Atibaia e região.


O agendamento deve ser realizado no endereço bit.ly/2WP4VYS . O doador poderá escolher entre 8h30 e 12h00 ao preencher um formulário com seus principais dados. A doação vai ocorrer na sede do Rotary Club de Atibaia – Alameda Lucas Nogueira Garcez, 2079 – Vila Giglio, e será necessária a apresentação de documento original com foto que permita a identificação do candidato.


Entre os requisitos básicos para doação estão: a pessoa deve estar em boas condições de saúde, ter entre 18 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos e ter peso mínimo de 50kg. É importante ainda estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas) e estar alimentado (tendo evitado alimentação gordurosa nas 4 horas que antecederem a doação). O intervalo mínimo entre doações é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

Algumas situações impedem a doação de sangue, como estar resfriado (permissão somente após 7 dias do desaparecimento dos sintomas), mulheres em estado de gravidez ou aquelas com 90 dias após parto normal ou 180 dias após cesariana. Também não será possível ser doadora se a mulher estiver amamentando (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).

Outros impedimentos incluem a ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação, tatuagem / maquiagem definitiva nos últimos 12 meses ou ainda para situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis nas quais é preciso aguardar 12 meses.


Os impedimentos definitivos são para aqueles que foram vítimas de hepatite após os 11 anos de idade, evidência clínica ou laboratorial de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas, uso de drogas ilícitas injetáveis, malária.


Sobre Covid-19 e vacinas

Quem teve Covid-19 sem sequelas pode doar após 30 dias e aqueles que tiveram contato com alguém infectado pela doença podem doar após 14 dias. Pessoas que tomaram a CoronaVac podem doar depois de 48 horas, e quem tomou a vacina contra Covid-19 da AstraZeneca, da Pfizer ou da Janssen está liberado para doar após 7 dias.


Para os que tomaram vacina contra gripe, a espera mínima é de 48 horas.