WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

Campanha 'Papai Noel dos Correios' começa nesta quinta-feira no interior de SP


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Através do site da ação, os moradores podem adotar cartinhas de crianças em situação de vulnerabilidade social e doar os presentes que elas pediram ao Papai Noel.


Há pouco mais de seis semanas para a celebração do Natal, a tradicional campanha "Papai Noel dos Correios" foi aberta nesta quinta-feira (11) em todo o país. Moradores das regiões de Itapetininga, Bauru e Sorocaba, no interior de São Paulo, podem participar da ação.

Neste ano, a campanha está sendo realizada de forma presencial e também virtual, pelo site da ação. Através do programa, as pessoas podem adotar cartinhas de crianças em situação de vulnerabilidade social e doar os presentes que elas pediram ao Papai Noel.

De acordo com os Correios, para que as cartas possam ser lidas e compreendidas pelo "Papai Noel", é necessário enviar um foto nítida e bem iluminada do remetente.

Ainda segundo a empresa de correspondências, serão disponibilizadas para adoção apenas as cartas escritas por alunos matriculados na rede pública de ensino, até o 5º ano, ou por crianças que vivem em situação de vulnerabilidade social, com até 10 anos de idade. A adoção também pode ser feita através do blog, onde os moradores escolhem a cartinha e compram o presente, que deverá ser entregue em uma agência dos Correios. Sobre a ação A campanha "Papai Noel dos Correios" começou pelos funcionários da empresa, que sensibilizados com as cartinhas e desenhos destinados ao Papai Noel, decidiram adotar algumas cartas e enviar os primeiros presentes. A ação ganhou força e longo se transformou em um projeto corporativo.

Segundo os Correios, a ação tem como objetivo incentivar o interesse pelo aprendizado por meio da escrita de cartas e estimular o desenvolvimento de habilidades cognitivas e emotivas.

Em contrapartida, o programa também procura despertar a solidariedade dos chamados padrinhos, pessoas voluntárias que adotam uma ou mais cartas e realizam o desejo da crianças.


Posts Relacionados

Ver tudo