Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
ATIBAIA Notícias
WhatsApp Image 2021-12-06 at 14.47.56.jpg
WhatsApp (1)JORNALESTANCIA.png

Casal é preso em flagrante pela GCM de Atibaia após aplicar golpe em agências bancárias


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA

Uma das vítimas teve prejuízo de mais de R$ 23 mil. Os golpistas utilizavam dispositivos que retinham os cartões e orientavam as vítimas a realizarem ligações e fornecerem os dados bancários


Um casal de estelionatários que aplicava golpes em agências bancárias de Atibaia foi preso em flagrante neste domingo (28) pela Guarda Civil Municipal. O prejuízo de uma das vítimas foi avaliado em mais de R$ 23 mil.

Após saber de um golpe ocorrido na cidade no dia 31 de outubro, cujo prejuízo da vítima de 63 anos foi superior a R$ 23 mil, a Central de Operações e Inteligência da GCM (COI) começou a apurar informações e obteve as características do veículo utilizado no crime.

Na manhã de domingo (28), o sistema da Muralha Digital acusou a entrada do carro e, com o auxílio do monitoramento, a dupla passou a ser acompanhada. O casal foi abordado assim que saiu de uma agência bancária, no bairro Alvinópolis, logo após ter abordado uma idosa de 65 anos.

Com eles, foram encontrados diversos cartões bancários – um deles da idosa que estava na agência, comprovantes de transações bancárias, máquinas de cartões de crédito, celulares, uma quantia em dinheiro e dispositivos utilizados para travar os cartões das vítimas.

De acordo com a GCM, os estelionatários usavam um dispositivo que retinha o cartão no leitor de dados, que fica no terminal de autoatendimento do banco. Nesse momento, eles se aproximavam do cliente e o orientava a ligar para a central de relacionamento da agência, oferecendo o próprio celular. Com a ligação, eles obtinham os dados pessoais das vítimas e passavam a realizar transações.

O casal foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde foi ratificada a voz de prisão em flagrante. A idosa que teve seu cartão e dados pessoais furtados não teve prejuízos financeiros e prestou depoimento no plantão policial. A Polícia Civil investiga o envolvimento dos detidos em outros crimes e também a participação de outras pessoas.