WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

CRUZADO DE DIREITA


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Cruzado de Direita,

com: Eduardo Negrão



FOLHA DE SP MEXE COM A MARINHA E LEVA TRAULITADA.


Tendenciosa como sempre, a Folha de SP, tentou levantar suspeitas infundadas sobre má gestão de cargos e salários exatamente sobre um presidente de estatal que enxugou a folha de pagamento da empresa em mais de R$100 milhões. Cega pelo viés ideológico, a Folha de SP ignorou que o atual presidente da NUCLEB (Nuclebras Equipamentos Pesados), o Contra-Almirante, Carlos H. Seixas implantou um padrão de excelência inédito nas empresas estatais. Por exemplo, o diretor comercial da Nuclebras foi contratado através de head-hunters e não da tradicional ‘indicação política’. O resultado foi imediato, a carteira de negócios da estatal pulou de zero para mais de R$ 200 milhões e por ser no Brasil, a única empresa nacional capacitada a fabricar e realizar e manutenção dos equipamentos estratégicos nucleares.


O ALVO ERA O MINISTRO DAS MINAS E ENERGIA, BENTO ALBUQUERQUE .


Apesar de ter todos seus questionamento esclarecidos pela estatal, o jornalismo engajado da Folha, como de costume, ignorou os fatos e criou uma narrativa tentando atingir a reputação do Ministro das Minas e Energia. Mas afinal quem é o Almirante Bento de Albuquerque? Militar de carreira na Marinha Brasileira nunca foi homem de gabinete. Cursou a Escola Naval, uma disputadíssima instituição de ensino superior forma os oficiais iniciantes da Marinha. Foi comandante da Base de Submarinos Almirante Castro e Silva. Nos anos 1990 serviu nas Forças de Paz da ONU na violenta Guerra dos Balcãs, nos setores de Sarajevo e Bosnia-Herzegovina, sua experiência internacional o levou a participar dos acordos de parceria estratégica com a França no programa de desenvolvimento de Submarinos (Prosub). O Almirante é mais um dos integrantes do ‘ministério técnico’ que Jair Bolsonaro prometeu aos brasileiros. Anteriormente essa pasta era ocupada por personagens como Moreira Franco, o notório Edson Lobão (por duas vezes), o senador Eduardo Braga (MDB-AM) e até, pasmem, por Dilma Roussef. É desse perfil, dessa época que a Folha de S. Paulo sente tanta saudades – talvez porque com essas figuras em cargos-chave a Folha ainda teria a relevância que já teve no passado.


REDE GLOBO PODE PERDER A CONCESSÃO EM 2022.


A Rede Globo terá que renovar sua concessão de radiodifusão junto ao Ministério das Comunicações. É um procedimento rotineiro. Todos os concessionários (proprietários) de emissoras de rádio e tv tem que fazer isso a cada 10 anos. É um momento que o radiodifusor tem que apresentar certidões, balanços e outros documentos que provam que você está cumprindo suas obrigações trabalhistas, fiscais, técnicas etc. O problema é que há muitos anos a Globo não cumpre esses ritos. Com muitas dividas e pendencias com o fisco, sem obter as certidões necessárias. Na sua última renovação teve que ser expedida uma medida provisória para que a gigante pudesse manter sua concessão. Bolsonaro já avisou, com muita antecedência, que não haverá perseguição mas que também não haverão privilégios: “Paguem tudo o que deve. Certidões negativas tudo. Para não ter problema. Não vou passar a mão na cabeça de ninguém (...). Vocês tem que estar em dia para renovar a concessão. Tô avisando antes para não dizer que estou perseguindo vocês”. E olha que essa declaração foi dada numa live do presidente em 31 de outubro de 2019. Abre o olho Rede Globo!


O PEQUENO DITADOR GAÚCHO.


Em surto autoritário, o governador gaúcho, Eduardo Leite, redigiu uma cartilha para “Eventos Infantis, Sociais e de Entretenimento” com classificação de risco alto. “Para não casar de forma ilegal, a noiva terá a maquiagem borrada por uma mascara, não poderá beijar o noivo e nem receber abraços dos padrinhos, amigos e parentes.” Realmente a pandemia ‘caiu do céu’ para alguns esquerdistas. A conclusão que se chega vendo o tempo desperdiçado em questões íntimas dos cidadãos e cidadãs gaúchas, nos leva a crer que o desemprego, a carestia, a segurança pública já estão resolvidos no Rio Grande do Sul.


BOLSOGATA IX – A ATIRADORA.


Essa semana trazemos a policial penal gaúcha, Mariana Lescano. Bela (em se falando de gaúcha isso quase uma redundância) e articulada, Mariana é instrutora de tiro e domina técnicas de defesa pessoal. Armamentista e conservadora, ela defende o direito das mulheres de defenderem do altíssimo índice de violência doméstica e até homicídios onde as esposas, namoradas são vítimas frequentes de seus próprios companheiros. Ao contrário da narrativa da grande mídia, quando homens e mulheres de bem se armam, com o devido treinamento, os indicies de violência diminuem . O próprio governo Bolsonaro já da mostras disso entre 2018 a 2020 o índice de homicidios caiu 25% em todo país.






__________________________________________________

Eduardo Negrao é jornalista e escritor.

Insta: @prof.eduardonegrao