WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

Ocupação de leitos por Covid-19 em Atibaia registra queda nos últimos meses


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Declínio nas internações é observado em hospitais públicos, particulares e também nos regionais


A taxa de ocupação dos leitos com pacientes de Covid-19 vem diminuindo nos últimos meses em Atibaia, seguindo uma tendência de todo o Estado de São Paulo.


O declínio nas internações é observado em hospitais públicos, particulares e também nos regionais.


No último dia de março, por exemplo, durante a segunda onda da Covid no Brasil, Atibaia estava com 100% dos leitos ocupados na UTI e na Enfermaria da rede pública, ou seja, na Santa Casa de Atibaia, assim como nos hospitais que atendem a região: Hospital Universitário São Francisco de Assis (HUSF), Santa Casa de Bragança Paulista, Santa Casa de Socorro e Hospital Bragantino. Durante os meses com casos em alta da doença, a Prefeitura de Atibaia contratou leitos em hospitais regionais para atender a população do município.

O índice médio de ocupação dos leitos em hospitais particulares da cidade no dia 31 de março era de 63% na Enfermaria e 81% em UTI. Em comparação, no dia 30 de julho, esses números eram de 37% e 29%, respectivamente, enquanto que em 30 de junho eram de 53% e 64%.


Na Santa Casa de Atibaia, a ocupação dos leitos no dia 30 de julho era de 35% na Enfermaria e zero em UTI, enquanto que no fim de junho eram 41% e 100%. Já nos hospitais regionais o índice era de 96% na Enfermaria e 100% em UTI no final de julho, em comparação a 83% e 98% um mês antes.

Desde o início da pandemia, Atibaia registrou 315 óbitos e 10.871 casos confirmados, segundo dados atualizados nesta sexta-feira, 6 de agosto.


Números do Estado

O Estado de São Paulo baixou de 10 mil internados pela Covid-19 e, pela primeira vez no ano, a média móvel de novas internações fica abaixo de mil, sendo hoje de 990.

Eram 9.745 hospitalizados na quinta-feira, 5 de agosto, somando 4.661 em enfermaria e 5.084 em leitos de Terapia Intensiva. No pico da segunda onda da pandemia, em março e abril, houve quase o triplo de hospitalizados por Covid-19, que chegou a ultrapassar 31 mil pacientes.


No total, mais de 3.781.155 pessoas tiveram a doença e já estão recuperadas, sendo que 429.257 foram internados e receberam alta hospitalar. As quedas são reflexo do avanço da campanha de vacinação contra Covid-19 e das estratégias de prevenção e enfrentamento da doença, de acordo com o Governo do Estado.


Desde o ano passado, o Estado de São Paulo registrou 4.094.211 casos de Covid-19 e 140.135 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos de UTI no Estado hoje é de 47,2% e na Grande São Paulo é de 43,2%.