WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

Prefeito e policiais de Atibaia são condecorados por Forças Internacionais de Paz


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


PMs foram homenageados por trabalho de manutenção da ordem e proteção da vida


Em solenidade realizada na quinta-feira (29) em Atibaia, 16 policiais foram condecorados com medalhas entregues pela Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz para homenagear o trabalho incansável que realizam para manutenção da ordem e proteção da vida e da integridade física, moral e psicológica de outros seres humanos.


A cerimônia contou com as presenças do prefeito de Atibaia, Emil Ono, que também foi condecorado; do presidente da Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz (ABFIP), Walter Mello de Vargas; do secretário municipal de Segurança Pública, Reinaldo dos Santos, além de vereadores e outras autoridades.


Todos os 16 homenageados são do 34º Batalhão da Polícia Militar, em Atibaia, com exceção do sargento da PM André Segantin Brandão, da Polícia Rodoviária Estadual. Foram condecorados na ocasião o major Wanderley Turolla, subcomandante interino do 34º Batalhão da PM, e o capitão João Cláudio Corrente Santos Silva, comandante da 3ª Companhia do 34º BPM/I.


Foram homenageados também o sargento Valdir de Oliveira Simas Júnior, os cabos Thiago Nacarato Antunes, Tiago Ferreira de Souza Yoshida, Ricardo Rodruigues da Silva, Luis Antônio da Silva, Mauricio Wakaki, Gustavo Henrique Nicochelli Magalhães Barbosa, Carlos Alberto de Campos Junior e Giane Adriana Gomes de Paula; e os soldados Filipi Barbosa Bucciarelli, Gabriel Bueno, Jean Victor Hiroshi Ioshimura e Luís Alberto Verutti Joaquim.

A Associação Brasileira das Forças Internacionais da Paz foi fundada em 1985 com o intuito de preservar a memória destas forças e projetar seus valores para o futuro, sendo que suas condecorações destinam-se a premiar e reverenciar o culto aos nobres atributos daqueles que tenham praticado ações meritórias, enaltecedoras do nome da Pátria Brasileira que é detentora do Prêmio Nobel da Paz 1988 e 2001, perante as demais nações, e em sinal de reconhecimento aos valores militares, espírito de civismo, preservação da memória e serviços prestados à pátria.