WhatsApp Image 2020-11-16 at 16.39.47.jpeg
AdvogadosEDITAIS.png
Publicado neste jornal em 27112021 as 0950hs (6).png
anunvioio (1).png
WhatsApp Image 2021-11-25 at 10.15.02.jpeg
Sem títuloclasificada.png

Programa Bolsa Empreendedor fornecerá mais de 11 mil bolsas para trabalhadores informais


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Selecionados receberão auxílio de R$ 1 mil além de um curso gratuito de empreendedorismo e orientação dos profissionais do Sebrae SP


Atibaia foi contemplada com o Programa Bolsa Empreendedor, do Governo do Estado de São Paulo, beneficiando 11.924 trabalhadores informais em situações de vulnerabilidade da região de Campinas, que receberão R$ 1 mil em duas parcelas de R$ 500, além de um curso gratuito de empreendedorismo do programa Empreenda Rápido, e contarão com total apoio e orientação dos profissionais do Sebrae – SP.


O programa contempla autônomos informais em situações de vulnerabilidade, com prioridade para mulheres, jovens, pretos e pardos, indígenas de 18 a 35 anos e pessoas com deficiência, que receberão qualificação para migrar ao mercado formal. As inscrições podem ser feitas até 19 de setembro através do site www.bolsadopovo.sp.gov.br.


O critério de seleção e desempate será feito através de ordem de inscrição e será necessário ser beneficiário do Bolsa Família. Serão aceitas pessoas desempregadas ou informais sem inscrição de CNPJ como empresário, sócio ou administrador de pessoa jurídica. Além disso, é necessário obter formalização como MEI (Microempreendedor Individual) ou outra natureza jurídica.


A iniciativa é capitaneada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Secretaria de Governo e o Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em São Paulo).


O objetivo é impulsionar novos empreendimentos, incentivar pequenos negócios e tirar autônomos da informalidade. O Bolsa Empreendedor deve beneficiar, direta e indiretamente, cerca de 400 mil pessoas.


Serão 100 mil bolsas distribuídas entre as regiões administrativas do estado de forma proporcional à população vulnerável inscrita no CadÚnico até janeiro de 2021.