Quase 3.500 pessoas deixaram de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19


JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Secretaria de Saúde reforça que é fundamental tomar as duas doses para eficácia completa dos imunizantes


A Secretaria de Saúde de Atibaia alerta que 3.392 pessoas estavam em atraso com a segunda dose da vacina contra Covid-19 no município até terça-feira, 24 de agosto, e está intensificando a busca por estes moradores, já que é fundamental tomar as duas doses para eficácia completa dos imunizantes.

Os atrasados são os que tomaram primeira dose das vacinas CoronaVac (1.814) e AstraZeneca (1.578) e não voltaram para tomar a segunda dose, após chamado da Secretaria de Saúde. A Secretaria de Saúde de Atibaia orienta os cidadãos que perderam o prazo da segunda dose estabelecido no cartão de vacinação a procurar uma unidade de saúde.

Segundo dados atualizados nesta quinta-feira (26), o município de Atibaia já aplicou um total de 150.341 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 103.858 de primeira dose, 42.957 de segunda dose e 3.526 de dose única, o que significa que quase 74,5% da população total já tomou ao menos uma dose ou dose única.


Na quarta-feira (25), o Ministério da Saúde informou que a campanha de imunização contra a Covid-19 no país incluirá uma terceira dose para idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos a partir da segunda quinzena de setembro. Em seguida, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a ampliação da campanha contra a Covid-19 com a terceira dose da vacina para idosos com 60 anos ou mais a partir do dia 6 de setembro. Inicialmente, a medida deve atender 900 mil pessoas no Estado protegidas com a segunda aplicação de qualquer imunizante há pelo menos seis meses.


Idosos

Os idosos estão no grupo de risco da Covid-19, por isso foram os primeiros a serem vacinados, juntamente com outros grupos de risco, e estarão de novo na parte da frente da fila para as doses de reforço. Em Atibaia, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social está preparando o retorno dos serviços de convivência, mas com toda responsabilidade.


Os idosos só poderão retornar às atividades com a apresentação da carteira de vacinação, após terem se imunizado com as duas doses da vacina contra a Covid-19. O retorno dos serviços de convivência aos idosos será de forma gradual. De acordo com a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Magali Basile, as pessoas da melhor idade, mesmo as que já frequentavam essas atividades, só poderão retornar se apresentarem a carteirinha atestando a imunização. “Estamos muito ansiosos com esse retorno, mesmo de forma gradual. Todos muito felizes com a volta, porém, para que todos sejam muito bem acolhidos, precisamos exigir que os protocolos sanitários sejam cumpridos e ninguém poderá fazer o cadastro sem apresentar a carteirinha com as duas doses da vacina. É questão de segurança, de saúde e de vida”.