top of page

“NO PEITO UM CORAÇÃO NÃO HÁ,MAS DUAS MEDALHA SIM...”.

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA por: Maria Antonieta Iadocicco “Era um garoto, que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones...” (quem não se recorda dessa canção?). E são tantos os garotos que para a guerra são convocados sem saber o porquê estão lutando. São jovens cheios de sonhos e devaneios interrompidos por uma bala e ceifados da vida. Deixar de nos indignar com a violência e transformá-la em banalidade. O homem foi provido de racionalidade e emoção, porém, evoluíram as armas, mas os motivos permanecem os mesmos. Lutam pelo domínio de território e massifica seu povo, imposição política, ideológica e religiosa. Lutam pelo poder! - Porque se mata em nome de Deus? Essa barbárie teve inicio a dois mil anos antes de Cristo. Evoluímos??? Somos apenas um peão no tabuleiro de xadrez, manipulados pelos senhores do destino. Relembrando as guerras do século XX (que já foram esquecidas e banalizadas) - Conflito civil nas Filipinas - Conflito em Ituri - Conflito no sul da Sérvia - Esquadrão Kamy - Guerras Civis Afegãs – Guerra Civil na Chinesa - Guerra Civil na Argélia - Guerra Civil na Guatemala - Guerra Civil de El Salvador – Guerra Civil do Burundi - Guerra Civil Finlandesa – Guerra Civil Irlandesa - Guerra Civil Iugoslava – Guerra Colonial Portuguesa - Guerra da Bósnia – Guerra Mundial - Guerra do Vietnã – com picos nas décadas de 1960 e 1970 - Guerra na Abecásia (1992-1993) – Guerra da Abecásia de 1998 - Guerra na Ossétia do Sul em 1991-1992 – Guerra do Afeganistão (1979-1989) - Guerra Civil Moçambicana – Guerra Nuclear (ou atômica) - Operação Nimbe Archer – Primeira Guerra Civil de Honduras - Segunda Guerra na Chechênia – F=Guerra dos Trezentos e Trinta e Cinco Anos - Entre outras. Isso sem citar as de subcategoria. No Século XXl: - Guerra Civil Angolana – Guerra Civil Síria - Guerra do Sahel – Revolução Egípcia de 2011 - Revolução Iemenita de 2011-2012 – Guerra Civil do Nepal - Revoluções pós-soviéticas. (Essas estão na subcategoria) Seguidas pelas Revoluções do Século XXl: - Revolução dos Cedros – Revolução Laranja - Revolução Arménia em 2018 – Revolução das Tulipas - Revolução Egípcia de 2011 – Revolução Ucraniana de 2014 - Revolução Rosa – Revolução Roxa - Entre outras. Outros conflitos mundiais em andamento: Instabilidade política em países como a Síria, Iêmen, Afeganistão, Mianmar, Guerra do Tigré, Conflito Azerbaijão x Nagorno-Karabakh, República Democrática do Congo e Haiti, que já deixaram milhares de mortos. Inicio em 2022: Rússia e a Ucrânia Inicio em 2023: Israel e Gaza (Hamas) Deve ser o suficiente para demonstrar como o mundo está banalizando a dor. Sem falar nas guerras civis, que também vivemos no Brasil: Endeusamos o rei do cangaço, as facções agindo e dominando os morros, etc e tal. Obviamente, lamentar os mortos que se transformaram em números de estatísticas nos faz refletir. E o futuro? O que estamos deixando as futuras gerações, além de uma história sangrenta desde o principio? Pode não ser tão claro para todos, mas a relação entre os conflitos armados criam uma vítima que não tem voz: A natureza. Os impactos são tão grandes que a ONU decretou um dia especial para conscientização do problema. Os armamentos, a poluição gerada pelos gases liberados e a falta de controle dos danos gerados são algumas das ameaças à biodiversidade. Levando diretamente através de emissão de gases ao efeito estufa, deixando a população a distintos recursos ou buscando refúgios em outros países. Os principais impactos ambientais: - queimadas, desmatamento de florestas, emissão de gases nocivos, contaminação de solos e águas, disseminação de materiais tóxicos e radioativos. Exemplificando: Guerra do Vietnã – tem seu solo contaminado mesmo 50 anos depois. Guerra do Afeganistão – sofreu 95% de desmatamento das florestas, causando severas consequências para os âmbitos social, ambiental e econômico. Segunda Guerra Mundial: Hiroshima e Nagasaki, as bombas nucleares geraram modificações genéticas que perduram até hoje, a radioatividade foi espalhada pelas águas das cidades e chegou a formar chuvas ácidas. Falar sobre Chernobyl se faz desnecessário , todos sabem. Portanto, conclui-se que a guerra só traz prejuízos em todos os sentidos. É necessário substitui-la pela paz para alcançar os valores necessários de uma sociedade sadia. Priorizar a EDUCAÇÃO, O DIÁLOGO E A TROCA. LEIA MAIS : Universo Paralelo, TDAH.
Pesquisa: Blog. mackenzie.br O globo. globo.com www.bbc.com www.cnn.brasil.com Mata Nativa. Blog

“NO PEITO UM CORAÇÃO NÃO HÁ,MAS DUAS MEDALHA SIM...”.

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA por: Maria Antonieta Iadocicco “Era um garoto, que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones...” (quem não...

bottom of page