top of page

Emil Ono, recebeu a Medalha da Constituição em solenidade realizada pelo dep. Telhada na ALESP

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA Na ALESP o Prefeito Emil Ono, recebeu a Medalha da Constituição em solenidade realizada pelo deputado Capitão Telhada O Prefeito Emil Ono , recebeu a Medalha da Constituição nesta solenidade realizada pelo deputado Capitão Telhada, na Assembleia legislativa do estado de São Paulo no Plenário Juscelino Kubistchek. A Medalha da Constituição é concedida em reconhecimento à atuação exemplar de indivíduos, tanto civis quanto militares, que mantêm vivos os ideais Constitucionalistas de 1932, tais como a defesa do estado democrático de direito e o bem-estar da comunidade. “É com grande honra que recebo a Medalha da Constituição nesta solenidade realizada pelo deputado Capitão Telhada ” disse Emil Ono. “Expresso minha gratidão ao deputado Capitão Telhada e a todos os presentes nesta cerimônia. Continuaremos dedicados ao trabalho de construir um futuro próspero para Atibaia” concluiu o prefeito Emil Ono. A data de 09 de julho de 1932 é conhecida pelos paulistas como início do levante da Revolução Constitucionalista. Após a morte dos estudantes Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo (a quinta vítima, Alvarenga, também foi baleado naquela noite, mas morreu meses depois) em conflitos de rua entre forças paulistas e partidários de Getúlio Vargas, em 23 de maio de 1932, iniciou-se o movimento MMDC. Os paulistas, em especial a elite afastada do poder pela Revolução de 1930, tinham por objetivo a derrubada do Governo Provisório de Vargas e a promulgação de uma nova constituição para o Brasil. Com o objetivo de condecorar os civis ou militares que tenham participado na linha de frente ou na retaguarda da Revolução de 09 de julho de 1932, de enorme importância para o imaginário paulista, foi criada a “Medalha da Constituição”. A homenagem foi instituída por meio da resolução nº. 330, de 1962, oriunda do Projeto de Resolução nº. 15, de 1959, de autoria do deputado estadual Israel Dias Novaes, da UDN. Além daqueles que marcharam ao lado do exército constitucionalista, também estariam aptos a receber a honraria os que prestaram serviços como “escoteiros” nos hospitais de sangue e demais serviços de assistência. De acordo com a resolução, qualquer veterano de 32 interessado na obtenção da medalha deveria solicitá-la ao comandante da unidade em que atuou ou ao dirigente civil sob cujas ordens prestou serviços durante a Revolução Constitucionalista. A partir daí, seria organizado um inquérito com documentos coletados e o histórico da atuação do interessado. A Comissão da Medalha, constituída na Assembleia Legislativa por seu presidente e presidida por seu primeiro secretário, teria a incumbência de receber a documentação dos veteranos através dos comandantes militares ou civis da Revolução de 1932, enquanto partes legitimadas para propor a concessão da medalha. Após o recebimento dos dossiês, a Comissão da Medalha deveria manifestar-se sobre os documentos a fim de verificar a efetiva participação dos ex-combatentes no evento, e, posteriormente, propor a concessão da medalha.

Emil Ono, recebeu a Medalha da Constituição em solenidade realizada pelo dep. Telhada na ALESP

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA Na ALESP o Prefeito Emil Ono, recebeu a Medalha da Constituição em solenidade realizada pelo deputado Capitão...

bottom of page