top of page

Mata Ciliar registra aumento de 90% da chegada de animais vindo do tráfico

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA Um dos principais motivos da chegada de animais silvestres ao Cras, o tráfico segue a todo vapor e, enquanto houver quem compre, ele continuará sendo prejudicial para a biodiversidade brasileira. Ao final do ano passado, a Mata Ciliar registrou um aumento de 90% na comparação entre novembro, com 40 animais, e dezembro, com 76.   Neste ano, já são 24 vítimas desse crime, com o último caso ocorrido na terça-feira (6), quando agentes da Polícia Civil de Várzea Paulista trouxeram um coleirinho, um tiziu e dois trinca-ferros após uma apreensão. Na semana passada, a Guarda Municipal de Itatiba realizou uma apreensão de oito indivíduos.   Os animais que estavam sendo mantidos em péssimas condições, tanto em relação a alimentação, quanto no estado das gaiolas, agora recebem os devidos cuidados de nossa equipe e, quem sabe, possam voltar para a natureza.   MATA CILIAR A Associação Mata Ciliar (AMC) é uma entidade sem fins lucrativos declarada de Utilidade Pública Federal e que desde 1987 desenvolve diversas ações para a conservação da biodiversidade. Durante esse período foram diversos desafios enfrentados e conquistas alcançadas sempre em parceria com instituições privadas, poder público e com a sociedade. De Olho nos Rios promove oficina de implantação de sistemas agroflorestais para comunidade rural de Jarinu O Projeto De Olho nos Rios esteve reunido com uma comunidade rural de Jarinu, nesta semana, promovendo uma oficina de implantação de sistemas agroflorestais com o objetivo de contribuir para a restauração e o enriquecimento da biodiversidade, além de gerar renda local através da produção sustentável de alimentos orgânicos.   “A primeira parte da oficina foi para apresentar e desenvolver uma base teórica com o professor Afonso Peche, pesquisador do Instituo Agronômico de Campinas em que conversamos sobre o plantio, a questão da restauração e botânica. Já na segunda parte, fomos para a parte prática, no qual foi compartilhado métodos para a avaliação do terreno, marcação das mudas e a conservação do solo”, conta Raul Colagrande, biólogo e educador ambiental do Projeto.    A implantação de módulos agroflorestais é um dos benefícios que o De Olho nos Rios está levando para as comunidades rurais dos 12 municípios contemplados pelo Projeto, sensibilizando e formando agentes de transformação dessas áreas por meio de oficinas de capacitação e, em um segundo momento, realizando a implantação através de mutirões de plantio junto com a comunidade.   DE OLHO NOS RIOS O Projeto De Olho nos Rios é uma iniciativa da Associação Mata Ciliar em parceria com a Petrobras, através do programa Petrobras Socioambiental, que incentiva a adoção de práticas para a recuperação de áreas degradadas e conservação de áreas naturais, como fontes de sequestro de carbono e proteção da fauna silvestre, visando a promoção da participação comunitária na gestão dos recursos hídricos. O Projeto atua em 12 municípios que abrangem as bacias dos Rios Atibaia e Jaguari : Artur Nogueira, Cosmópolis, Paulínia, Campinas, Valinhos, Itatiba, Jarinu, Tuiuti, Bragança Paulista, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista .

Mata Ciliar registra aumento de 90% da chegada de animais vindo do tráfico

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA Um dos principais motivos da chegada de animais silvestres ao Cras, o tráfico segue a todo vapor e, enquanto...

bottom of page