top of page
Banner_ESTANCIA_ATIBAIA_Ubs_Imperial_979x182.png
Banner_ESTANCIA_ATIBAIA_Ubs_Imperial_979x182.png
Buscar

Cruzado de Direita


CRUZADO DE DIREITA Prof. Eduardo Negrão
Prof. Eduardo Negrão

JORNAL ESTÂNCIA DE ATIBAIA


Cruzado de Direita

com: Prof. Eduardo Negrão




APOIOS DE PESO PARA BOLSONARO NO 2º TURNO.


Logo na terça-feira (04/10) os governadores de Minas, Romeu Zema, Rio de Janeiro, Cláudio Castro e de S. Paulo, Rodrigo Garcia declararam apoio à Jari Bolsonaro. Não é pouco. Outros apoios simbólicos foram o dos comandantes da Lava-Jato Sergio Moro, eleito senador pelo Paraná e Deltan Dallagnol, eleito deputado mais votado no estado. Mais do que os votos que a dupla paranaense pode atrair, o apoio de Moro e Dallagnol são um atestado de idoneidade ao presidente e também um sinal claro que votar no Lula é abrir caminho para volta da corrupção em escala assustadora. Agora é com você eleitor...



CRUZADO DE DIREITA
UMA NOVA ESTRELA NA ALESP.

UMA NOVA ESTRELA NA ALESP.


Dani Alonso é uma jovem arquiteta que acaba de se eleger deputada estadual com mais de 80 mil votos. Filha do prefeito de Marilia e diretora-executiva da ANAMACO (Associação Nac. dos Lojistas de Mat. de Construção), integrante da executiva nacional do PL, Dani, deve liderar o esforço pela eleição de Tarcísio no 2º turno e da reeleição do presidente Bolsonaro no Oeste Paulista juntamente com o deputado Capitão Augusto (PL) que acaba de se reeleger com para um terceiro mandato na Câmara Federal. Anotem aí, Dani Alonso tem o perfil que Tarcísio busca num futuro secretariado, claro, ele precisa vencer o 2º turno primeiro. De qualquer forma este humilde marqueteiro teve a honra de integrar sua equipe e desejamos a ela um mandato espetacular na assembleia paulista.




NOSSA VITÓRIA NO RIO.


Caros leitores permitam-me uma nota pessoal, aproveito para parabenizar o nosso cliente deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ) que volta a Câmara Federal para seu quinto mandato com muita autoridade conferida por 50.019 eleitores fluminenses e ainda com o privilégio de ver seu candidato ao governo, Cláudio Castro reeleito no primeiro turno. Júlio Lopes já toma posse cotadíssimo para ocupar uma secretaria no 2º mandato de Castro.



A MALDIÇÃO DO MITO.


Depois de eleger 99 deputados federais (16,5% da Câmara Federal) e oito senadores, a ‘Maldição do Mito’ caiu como um castigo divino sobre notórios traidores do presidente Jair Bolsonaro: Joyce Hasselmann, Abraham Weintraub, Wilson Witzel e o governador catarinense Carlos Moises que apesar de contar com a máquina, sequer chegou ao segundo turno.


BAHIA: ACM NETO TERÁ QUE DESCER DO MURO.


Apontado como favorito para vencer as eleições para governador da Bahia no 1º turno, o isentão ACM Neto, ficou em segundo lugar. Oito pontos atrás do candidato do PT, Jeronimo Rodrigues. Nesse segundo turno o candidato do PT, claro, receberá o apoio total de Lula. E ACM terá que descer do muro e vestir a camisa Bolsonarista para tentar reverter uma eleição que estaria ganha se ele não tivesse sido tão omisso em assumir seu legado conservador, justo ele que é neto do saudoso ACM.



PESQUISAS SUSPEITAS.


Os institutos erraram de forma bisonha no Rio Grande do Sul, na Bahia, no Amazonas, enfim erraram geral. Poucos candidatos, no entanto, foram tão prejudicados quanto o candidato ao senado pelo PL do Paraná, Paulo Martins. Um dia antes das eleições o grupo RPC (a Globo do Paraná) divulgou uma pesquisa do IPEC onde o senador Álvaro Dias aparecia com 41% das intenções de voto, e Paulo Martins aparecia em terceiro colocado com apenas 14% das intenções de voto para o senado. Quando abriram as urnas Martins teve 29% dos votos mais que o dobro do previsto. Por fim o eleito foi Sergio Moro com 33% dos votos. Fica a pergunta se a pesquisa totalmente errada não tivesse sido divulgada na véspera da eleição na principal emissora do estado será que Paulo Martins, do mesmo partido de Bolsonaro, não teria sido eleito?



SE FOR REELEITO, BOLSONARO TERÁ APOIO GIGANTESCO NO CONGRESSO.


Assim como em 2018, quando estava filiado ao PSL, o presidente Jair Bolsonaro (PL) chega ao segundo turno com a eleição de uma grande bancada para o Congresso Nacional. Desta vez, além de eleger 99 deputados, a maior da Câmara, a legenda do presidente também terá maioria no Senado. Com os oito eleitos no último domingo (2), o PL somará 14 cadeiras das 81 da Casa a partir de 2023. A eleição da bancada de deputados do PL foi a maior da Câmara nos últimos 24 anos. Fica atrás apenas do antigo PFL, que em 1998 fez 106 parlamentares na reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Já no Senado, é a primeira vez desde a redemocratização que o MDB sai de uma eleição sem eleger a maior bancada. O partido tinha hegemonia na Casa desde as eleições de 1986. Dos 27 candidatos eleitos para o Senado, 14 são apoiados pelo presidente, sendo quatro deles ex-ministros do governo (Rogério Marinho (PL-RN), Marcos Pontes (PL-SP), Tereza Cristina (PP-MT) e Damares Alves (Republicanos-DF); um ex-secretário, Jorge Seif (PL-SC); e o vice-presidente da República Hamilton Mourão (Republicanos-RS).



A ROUBALHEIRA DE LULA (QUE FOI DESCONDENADO NO BRASIL) CONTINUA LEVANDO GENTE EM CANA NO EXTERIOR.


Acabaram com a Lava Jato no Brasil, mas as investigações da roubalheira dos governos do PT seguem no Panamá, estimuladas pelos Estados Unidos. A juíza panamenha Baloisa Marquínez interrogou envolvidos na denúncia de que a Odebrecht, financiada pelo BNDES, dava boa vida às quatro amantes do ex-presidente Ricardo Martinelli. André Rabello, ex-diretor da empreiteira pagava contas e cartões das amantes, conhecidas pelos codinomes Periquito 1, Periquito 2, Periquito 3 e Periquito 4. Rabello usava dinheiro desviado das obras do metrô da Cidade do Panamá (US$1 bilhão) e da via Madden-Colón (US$152,8 milhões). O governo Lula criou programa malandro para o BNDES: financiava aqui obras para serem executadas pela Odebrecht no exterior, sem licitação. No Peru um ex-presidente está preso e outro se suicidou por crimes envolvendo a Lava-Jato e empreiteiras brasileiras. Infelizmente para 57 milhões de brasileiros o maior escândalo de corrupção do mundo, chefiado por um esquerdista brasileiro foi apenas um sonho...






Prof. Eduardo Negrao

é jornalista e escritor. Insta: @prof.eduardonegrao










anuncioNOVOconc.png
anuncioNOVOconc.png
anuncioNOVOconc.png
WhatsApp Image 2023-11-08 at 15.41.27.jpeg
CLASSIFICADOS
bottom of page